quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

...


I need to be strong...

Onde reprograma o sistema humanóide?

sábado, 14 de janeiro de 2017

Santarém – Amor, saudade e vítima de um amor gigolô

Artigo escrito em 2015 ( resolvi compartilhar hoje por aqui) - Abraços!
Imagine viver em lugar tão encantador, onde a natureza consegue ser generosa todos os dias. Onde o encontro de dois gigantes não vira briga, mas espetáculo, e um dos mais fascinantes. É assim com os rios Amazonas e Tapajós.
Sim, eu gostaria de dizer a Gonçalves dias que aqui ainda é possível ouvir pássaros que gorjeiam, que a minha terra tem primores que eu não encontro em outro lugar e que em nenhum lugar do mundo, as aves gorjeiam como cá…
Em Santarém, o clima é quente! Mas, quem mora aqui sabe que é um calor diferente, não é só a alta temperatura, mas é um calor humano.
É o calor dos santarenos que se reconhecem e se encontram nas conversas desprendidas, que surgem no mercado, na orla, nas banquinhas de tacacá ou em uma caminhada no bosque, porque por aqui é tão fácil conversar.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017