quinta-feira, 31 de março de 2011

Até que fim chegou!



“A folga é uma das principais representações de prazer do jornalista”

The Lion of Judah - Trailer



Será lançado em breve o primeiro filme cristão em 3D da história, The Lion of Judah ( O leão de Judá.)
Ambientado na Jerusalém de dois mil anos atrás, o filme é uma parábola sobre o sacrifício e o pagamento de pecados atribuídos a Jesus pela Bíblia. O cordeiro Judá e seus amigos tentam evitar o tradicional sacrifício anual realizado pelos judeus para relembrar sua saída do Egito.
No que depender dos produtores, o porco afetuoso (Horácio), o cavalo pessimista (Monty), o rato arrogante (Slink), o galo brigão (Drake), a vaca maternal (Esmay) e o burro imaturo (Jack) poderão se tornar em breve tão populares quanto Shrek.
Usando os recursos da computação gráfica e um enredo bem-humorado, a aposta do estúdio é transmitir valores cristãos com uma mensagem otimista de fé.
A pessoa e obra de Jesus Cristo são apresentadas como um pano de fundo que guia os passos dos personagens principais. O cordeiro Judá está condenado a ser morto no dia de Páscoa e inicia com seus amigos uma tentativa ousada de salvar sua vida.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Último júri de março julga acusado de pistolagem nos anos 1980


Réu apresentou três nomes no processo, fugiu da cadeia e pode já ter sido morto

Um crime de pistolagem ocorrido nos anos 1980, quando Santarém convivia quase que diariamente com homicídios desse tipo, será o caso julgado pelo Tribunal do Júri Popular da 10ª Vara Penal, nesta quinta-feira, 31/03. A vítima Antonio Alves Nogueira, conhecido como "Sitônio" comerciante, cearense, de 53 anos, foi morto com três disparos à queima-roupa desferidos por um elemento que se encontrava de tocaia em um veículo tipo Escort, próximo à sua residência, na Avenida Magalhães Barata, 1070, no dia 21/09/1988. "Sitônio" estava sentado, sem camisa em frente à sua residência quando o homem se aproximou e disparou os tiros. Em seguida, o veículo, dirigido por uma segunda pessoa, saiu em disparada tomando rumo ignorado.

Um mês depois do incidente, foi preso o indivíduo José Ferreira ou Manoel Ferreira, goiano, à época com 33 anos, conhecido pela alcunha de "Burity", foragido da polícia de Itaituba, onde respondia a crimes de pistolagem. Ele se encontrava em um hospital de Santarém recuperando-se de malária, quando foi reconhecido por duas testemunhas que o viram dias antes da morte do comerciante "Sitônio".

Testemunhas ameaçadas - A principal testemunha do caso foi um técnico de laboratório que reconheceu o veículo do assassino como sendo o mesmo que o conduziu da casa do falecido empresário e ex-prefeito de Itaituba, Wirland Freire, a um laboratório de análises clínicas no centro da cidade. O laboratorista esteve na residência do empresário dois dias antes do crime para coletar sangue de um de seus funcionários vindos do garimpo, como fazia periodicamente, e lá teria sido abordado por um homem que se apresentou como Sebastião da Silva, que também coletou sangue e, em seguida, o levou naquele carro até o laboratório.

No hospital, tanto o laboratorista como a atendente do laboratório reconhecerem "Burity", como sendo a mesma pessoa que se apresentou como Sebastião. Por conta disso, sua prisão foi decretada e ele respondia ao crime encarcerado. O ex-prefeito Wirland Freire também foi ouvido pela polícia à época e disse que não conhecia o réu e que talvez este fosse amigo de um de seus funcionários tendo ido visitá-lo em sua residência, momento em que pediu para também fazer coleta de sangue. As testemunhas a serem ouvidas durante o processo disseram que estavam sob ameaça e chegaram a declaram não reconhecer o réu como sendo a mesma pessoa que identificaram antes.

O ex-prefeito Wirland Freire, ao ser ouvido em juízo, declarou que nada tinha contra a vítima, apesar de ter sido informado na delegacia de polícia que haveria uma animosidade entre eles, já que um filho da vítima teria incentivado um filho de Wirland a entrar para o mundo das drogas, o que foi negado por este. Disse também não ter contratado nenhum advogado para o réu, que à época foi defendido por pelo menos dois advogados de renome na cidade.

O réu negou, à época, todas as acusações, dizendo ser apenas um garimpeiro que trabalhava com o comerciante Chico Ceará, num dos garimpos de Itaituba e que por estar com malária veio a Santarém para tratamento, quando teria sido confundido com outra pessoa. Um ano depois de ser preso, José Ferreira, ou Manoel Ferreira, ou ainda Sebastião Silva, vulgo "Burity",fugiu da cadeia local e encontra-se foragido desde essa época. Surgiram informações extra-oficiais de que ele já teria sido morto pela Polícia do Estado do Ceará, entretanto não foram confirmadas oficialmente nos autos, obrigando a Justiça a realizar seu julgamento nesta data.


João Georgios Ninos
Analista Judiciário e Jornalista


terça-feira, 29 de março de 2011

Quando o meu dia termina


Quando meu dia termina, e minha cabeça está cheia de idéias mirabolantes, pensamentos que me assolam, estratégias de planos que exigem muito esforço, tempo, dedicação...É bom poder cair numa piscina e afundar tudo isso. E por um momento fazer de conta que estou em outro mundo, um mundo meu, azul, de água, onde ninguém me pertuba, onde eu não devo respostas para ninguém, nem a mim mesma.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Triste realidade


Uma análise da evolução da relação homem - mulher,
através das músicas que marcaram época.
Vejam como os quarentões e cinquentões de hoje tratavam seus amores de ontem.


-------------------------------------------------
Década de 30:

Ele, de terno cinza e chapéu panamá, em frente à vila onde ela mora, canta:
"Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa! Do amor por Deus esculturada.

És formada com o ardor da alma da mais linda flor,
de mais ativo olor, na vida é a preferida pelo beija-flor...."


---------------------------------------------------------
Década de 40:

Ele ajeita seu relógio Pateck Philip na algibeira,escreve para Rádio Nacional e,
manda oferecer a ela uma linda música:
"A deusa da minha rua, tem os olhos onde a lua,costuma se embriagar. Nos seus olhos eu suponho,
que o sol num dourado sonho, vai claridade buscar"


-----------------------------------------------------------------------
Década de 50:

Ele pede ao cantor da boate que ofereça a ela a interpretação de uma bela bossa:
" Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça.
É ela a menina que vem e que passa, no doce balanço a caminho do mar.
Moça do corpo dourado, do sol de Ipanema. O teu balançado é mais que um poema.

É a coisa mais linda que eu já vi passar."

---------------------------------------------------------
Década de 60:

Ele aparece na casa dela com um compacto simples embaixo do braço,
ajeita a calça Lee e coloca na vitrola uma música papo firme:
"Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo o mar e o infinito não é maior que o meu amor, nem
mais bonito. Me desespero a procurar alguma forma de lhe falar, como é grande o meu amor por você...."


---------------------------------------------------------
Década de 70:

Ele chega em seu fusca, com roda tala larga, sacode o cabelão,
abre porta pra mina entrar e bota uma melô jóia no toca-fitas:
"Foi assim, como ver o mar, a primeira vez que os meus olhos se viram no teu olhar....

Quando eu mergulhei no azul do mar, sabia que era amor e vinha pra ficar...."

---------------------------------------------------------
Década de 80:

Ele telefona pra ela e deixa rolar um:
"Fonte de mel, nos olhos de gueixa, Kabuki, máscara. Choque entre o azul e o cacho de acácias,

luz das acácias, você é mãe do sol. Linda...."

--------------------------------------------------------
Década de 90:

Ele liga pra ela e deixa gravada uma música na secretária eletrônica:
"Bem que se quis, depois de tudo ainda ser feliz. Mas já não há caminhos pra voltar.

E o que é que a vida fez da nossa vida? O que é que a gente não faz por amor?"

---------------------------------------------------------
Em 2001:

Ele captura na internet um batidão legal e manda pra ela, por e-mail:
"Tchutchuca! Vem aqui com o teu Tigrão. Vou te jogar na cama e te dar muita pressão!

Eu vou passar cerol na mão, vou sim, vou sim! Eu vou te cortar na mão!
Vou sim, vou sim! Vou aparar pela rabiola! Vou sim, vou sim"!

--------------------------------------------------------
Em 2002:

Ele manda um e-mail oferecendo uma música:
"Só as cachorras! Hu Hu Hu Hu Hu!
As preparadas! Hu Hu Hu Hu!

As poposudas! Hu Hu Hu Hu Hu!"

---------------------------------------------------------
Em 2003:

Ele oferece uma música no baile:
"Pocotó pocotó pocotó...minha éguinha pocotó!


---------------------------------------------------------
Em 2004:

Ele a chama p/ dançar no meio da pista:
"Ah! Que isso? Elas estão descontroladas! Ah! Que isso? Elas Estão descontroladas!

Ela sobe, ela desce, ela da uma rodada, elas estão descontroladas!"

--------------------------------------------------------
Em 2005:

Ele resolve mandar um convite para ela, através da rádio:
"Hoje é festa lá no meu apê, pode aparecer, vai rolar bunda lele!"

---------------------------------------------------------
Em 2006:

Ele a convida para curtir um baile ao som da música mais pedida e tocada no país:
"Tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha!!!

Calma, calma foguetinha!!! Piriri Piriri Piriri, alguém ligou p/ mim!"

----------------------------------------------------------
Em 2010:

Ele encosta com seu carro com o porta-malas cheio de som e no máximo volume:
" Chapeuzinho pra onde você vai, diz aí menina que eu vou atrás.
Pra que você quer saber?
Eu sou o lobo mau, au, au
Eu sou o lobo mau, au, au
E o que você vai fazer?
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer"




ONDE FOI QUE NÓS ERRAMOS?

SERÁ QUE AINDA É POSSÍVEL PIORAR?

Obs.Nota da autora do Blog: Recebi por e-mail e resolvi postar, mas para quem não entendeu, não há nada de engraçado nisso, é apenas uma análise da degradação da mulher.

quinta-feira, 24 de março de 2011

2011


O ano de 2011 chegou como um ano de muitas mudanças para mim.

Mudanças fortes, que aos poucos foram sendo lapidadas e se adequando a minha vida, ou a minha vida que foi se adequando a elas ...

Não acredito em sorte ou azar, acredito em benção e maldição.

Mas, para aqueles que acreditam na "sorte" eu digo o seguinte.

Fuja dela e ele te perseguirá...As coisas acontecem no tempo certo, não precisa correr atrás ou sofrer em vão.(Pelo menos tem sido assim comigo, mas só agora aprendi).

E eu só posso se grata a Deus. porque...Eu o considero "louco" por ainda me amar.

No jornalismo é assim...

quarta-feira, 23 de março de 2011

Nova espécie de peixe encontrada no igarapé Curuá, no Pará

Da EFE/Folha.com

Retirado do blog do Manuel Dutra
Um grupo de biólogos brasileiros descobriu uma nova espécie de peixe no rio Amazonas (foto), no santuário ecológico Calha Norte, informou a ONG Conservação Internacional, que promoveu a expedição.

Só se obteve um único exemplar do Stenolicmus ix, como foi denomado o pequeno peixe de água doce que difere de outros semelhantes pelo tamanho dos barbilhões nasais e maxilares --filamentos olfativos ou gustativos.

A nova espécie se destaca também por uma coloração com manchas na região dorsal do tronco, da qual herdou seu nome científico.

"É um peixe muito pequeno, que foi coletado quase no fim dos trabalhos no igarapé. Devido ao seu tamanho, acreditamos ser uma espécie difícil de ser encontrada, tanto que só conseguimos coletar um único individuo", explica o biólogo Wolmar Wosiacki, organizador da coleção ictiológica do Museu Paraense Emílio Goeldi e um dos responsáveis pela descrição da nova espécie.

O peixe foi encontrado no Igarapé Curuá, afluente da margem esquerda do rio Amazonas, em uma das expedições realizadas à Calha Norte por pesquisadores do museu e da Universidade Federal do Pará.

Seu habitat é uma reserva no estado do Pará, que é considerada como o maior bloco de selva-floresta tropical protegido no mundo por seus quatro milhões de hectares de extensão.

Em associação com o Museu Goeldi, a ONG organizou sete expedições biológicas à Calha Norte entre 2008 e 2010.

A descoberta científica está publicada na última edição da "Revista Zootaxa".

Homenagem


Tentando compactar em um video de 5 minutos, a vida inteira (até aqui) de uma verdadeira heroína, Pra. Rebeca Hrubic ,que será homenageada pelo Conselho da mulher empresária, no próximo dia 31.
Dificil mesmo é segurar a emoção , ao conhecer detalhes tão impressionantes desta mulher ou ainda escolher as palavras para falar dela.

Infelizmente não poderei colocar no video como ela é uma pessoa extremante simples e generosa, como acho incrivel quando ela vai para o ribeirinho e apesar de seu 1.80 (mais ou menos), se perde facilmente entre os comunitários.
Como me divirto e aprendo, quando a vejo comenodo peixe "com as mãos", de como é capaz de ficar horas, literalmente ouvindo as pessoas, rindo ou chorando com elas.
Como consegue se adaptar dias no barco...sem nada de luxo.
Como tem um riso fácil das coisas mais simples possivel.
De como está sempre disposta a ajudar.
Gosto de como ela encara nos olhos e diz, o quanto ama...
Como se desfaz das suas coisas, para dar a quem precisa.
Ou ainda de como consegue ser tão sábia, mesmo quando não diz nada.
De como conseguer colocar Deus, acima de todas as coisas, de titulos, de religiosidade, de coisas sem muito valor.


Pastora Rebeca Hrubic é casada com Pr. Paulo, e desde que veio para o Brasil , desenvolve um trabalho social maravilhoso e que tem impactado a vida de milhares de pessoas.
É vice-presidente da Missão Paz (projeto Amazônas).

Eu falaria muitas coisas, mas....tem tantas...Bom, vamos ao video (um bg de missão impossível cai bem pra mim...)

segunda-feira, 21 de março de 2011

Cadê você idéia?


Vamos lá "lampadazinha"....funciona, ascende vaiii...

POLICIAIS MILITARES DO 3º BPM PARTICIPAM DO CAFÉ COM DEUS EM SANTARÉM




-->
A iniciativa é do Centro Social da Polícia Militar do Pará e do Serviço de Assistência Religiosa e Espiritual do Batalhão Tapajós e já acontece a mais de um ano tendo como objetivo fazer com os militares tenham um momento de reflexão, oração e oportunidade de agradecer a Deus pelas conquistas de uma semana e pedir proteção pelos próximos dias.
O evento ocorre todas as sextas-feiras no auditório do Centro Social, antes de começar o expediente e podem participar todos os militares que tenham interesse, cerca de 50 policiais comparecem a cada encontro que tem inicio por volta das 8 horas da manhã com um culto e logo depois é servido um coquetel.
O coordenador do encontro denominado “Café com Deus” é o tenente E. Moura que explica que todos os policiais tem a livre iniciativa de participar, “Aqui nós não discutimos religião e todos são bem vindos, pois o objetivo é que tenhamos um momento para refletir sobre nossas ações, agradecer pelas graças recebidas e melhorar o relacionamento entre os militares”, disse o tenente.
A organização do evento fica por conta de uma equipe composta pelo tenente E. Moura, sargento Analice, sargento J. Moura e sargento Silva Brito. A reunião de sexta-feira (18/03) contou com a presença do subcomandante do 3º BPM, major Carlos Eduardo Ribeiro Risuenho, além do Major Costa comandante da 16ª zpol e do major Ignácio Campos, diretor da Unidade Sanitária VI.
Os coordenadores lembram que o “Café com Cristo” ocorre toda sexta-feira e todos os militares podem participar.

Texto e fotos
SD: Michelle

terça-feira, 15 de março de 2011

Oi...



Oi a você...

Que está cansado.
Que trabalhou.
Que deu duro.
Que nem teve tempo, hoje, para sonhar um pouco.

Se tudo que queria agora era um carinho.
Ou um copinho de café de uma mão amiga.
Um bilhete dizendo o quanto é especial...
Oi!

Se seus olhos estão secos mas gostaria de chorar.
Se queria um abraço sem segundas intenções.
Se os seus pés doem.
Se está cansado demais para ler um livro ou tomar um chá.
Oi...

De tempos em tempos, a vida recua, na esperança de que tomemos posse dela com mais ânimo.

É o clamor de um coração paciente, que espera nada do que compra o dinheiro.
Espera a doce paz do reconhecimento...
Por isso hoje vim para dizer...
Oi!

Oi
você que é tão especial...
Que tem tantos talentos.

Tanta sensibilidade.
Um sorriso bonito.
Que tem dons maravilhosos!

Oi
você que dribla e vence todos os problemas.

Que pensa em mudar e melhorar alguma coisa.

Que merece carinho, que merece atenção.

Oi você que é uma fagulha divina.
Que é amado e que ama.
Que tem mais qualidades que defeitos.
Que tem mais acertos que erros.
Que a cada dia desperta mais belo!

Oi amigo.
A vida é assim.
Às vezes o coração dói na falta não sei de quê.
Nada tão grande.
Talvez algumas migalhas de amor e de carinho...

Por isso hoje lhe trago a parcela do meu afeto.

Pois você faz a diferença em minha lista de momentos felizes, de pessoas bondosas, de personalidades maravilhosas.

Você é uma gota do meu oceano de amor e ânimo, do meu antídoto contra a dor de uma vida acelerada e por demais exigente.

Você é dádiva que o tempo jamais vencerá.
É bênção que não se repetirá.

É raio exclusivo do sol da amizade.

De tempos em tempos a vida se espanta de ver quanto amor encerra um simples...

Oi!

A você, com carinho e gratidão, por sua presença virtual tornando melhores os momentos de muitas pessoas!

Autor: desconhecido

segunda-feira, 14 de março de 2011

Confissões de uma ex-viciada

Nada de convulsões, dores musculares, taquicardia, secura na boca, ansiedade...

A ponta dos meus dedos até voltou ao normal, não há marcas, nem calos

Meu corpo já nem sente os efeitos dessa abstinência

Ainda uso, não nego!

Mas em doses moderadas, diria até mínimas, na verdade necessárias.

Mas posso afirmar _ Estou limpa cara! estou limpa!

No inicio, confesso, não foi uma reabilitação tranquila

Mas, tive que punir a mim mesma, foi como um autoflagelo...

O apoio da familia e dos amigos foi fundamental, nesse momento tão dificil e complicado.

Mas, agora, sobrevivo dias sem...

Internet.

E já não abro meus e-mails com uma agilidade excêntrica!

"Ela", já não me causa insônia (Além da que tenho desde criança)

Já não estou em dezenas de redes sociais.

Também já nem carrego um notbook para todos os lados.

E até meus planos e habitos mudaram...

Já não penso em ter um filho e chamá-lo de www.iliam

E nem tento ver minha espinha no google earth

Enfim, me livrei dessa psicose internética..

*Ronilma Santos, jornalista, blogueira, produtora de programa de tv, ex- viciada em internet.

Disponivel para palestras e grupos de auto ajuda.

Entre em contato comigo pelo e-mail ronilma@...Ops, melhor ligar pra mim 9157 7364. rsrs


sexta-feira, 11 de março de 2011

SEXTA! SEXta, Sexta!...sexta, sexta, sextaaa....aaaa


Precisando de uma batida urgente de Cafeína, anfetamina, metanfetamina e outros “Ina” – "Helpe-me"...

Por aí.


Algumas vezes eu esqueço, que há um milhão de motivos pra comemorar...

Mas, é na estrada sentindo o vento tocar meu rosto, trazendo algumas lembranças e levando outras embora...
É que sinto tão fácilmente como a vida vale a pena.

Não me deixe esquecer disso.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Novo seguidor

Mais um novo seguidor ilustrissimoooooo Riva Bacana ,um comunicador diferente, locutor muito, mas muito "louco"da Rádio Nova Vida de Curitiba PR.
Tô me achando. kkkkk
Valeu mano!!

Fica a dica para quem quiser ouvir a rádio Nova Vida

quarta-feira, 9 de março de 2011

segunda-feira, 7 de março de 2011

JACÓ… Foi um trapaceiro;
LÉIA… Era feia;
JOSÉ… Era um sonhador;
MOISÉS… Tinha um problema de gagueira;
RAABE… Era uma prostituta;
DAVI… Foi um assassino;
SALOMÃO… Foi mulherengo;
ISAIAS… Tinha lábios impuros;
JEREMIAS… Era muito jovem;
ELIAS… Teve medo;
JONAS… Fugiu de Deus;
NOEMI… Era uma viúva;
PEDRO… Era emotivo e negou a Cristo;
MARIA MADALENA… Foi adultera;
MARTA… Preocupava-se demais com as coisas;
TOMÉ… Duvidava de tudo;
ZAQUEU… Era usurpador;
PAULO… Era religioso demais;
TIMÓTEO… Tinha uma úlcera;
LÁZARO… Estava morto!

Quando eu achei que tudo estava perdido, ainda assim Deus veio e respondeu minhas orações.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Marchinhas jornalisticas de carnaval - muito boas!

do blog Desilusões perdidas.

Me dá um frila aí (versão de Me dá um dinheiro aí)

Ei, você aí, me dá um frila aí
Me dá um frila aí
Ei, você aí, me dá um frila aí
Me dá um frila aí.

Não vai dar?
Não vai dar, não?
Vou te ligar e ir à redação
Te enlouquecer de tanto insistir
Me dá, me dá, me dá (oi)
Me dá um frila aí.


A audiência do jornal (versão de A pipa do vovô)

A audiência do jornal não sobe mais
A audiência do jornal não sobe mais
Apesar de explorar só desgraça
O jornal já perdeu o seu gás.

Ele tentou uma chacinazinha
O Ibope não deu nenhuma subidinha
Ele tentou mais uma enchentezinha
O Ibope não deu nenhuma subidinha.


Passaralho (versão de Saca-rolha)

Cabeças vão rolar
Um pé na bunda eu não quero é levar
É o passa-passa-passa-passa-passaralho
Vamos saber quem vai sobrar!


Imprensa não é livre (versão de Cachaça não é água)

Você pensa que a imprensa é livre?
Imprensa não é livre, não.
Ser livre é falar verdades
Sem medo de uma demissão.


Ô, produtor (versão de Allah-lá-ô)

Ô, produtor, ô ô ô ô ô ô
Tu demorô, ô ô ô ô ô ô
Pra agendar a entrevista que me falta
A rival foi mais esperta
E furou a nossa pauta.


Pauteira (versão de Jardineira)

- Minha pauteira, por que estás tão triste?
Mas que tragédia não aconteceu?
- Não teve enchente, nem caiu barraco
Nenhum incêndio e ninguém morreu.


Nenhum riso (versão de Máscara negra)

Nenhum riso, ó, nem alegria
Mais de dez palhaços de plantão
Todo mundo festejando o carnaval na avenida
E a gente na redação.


Salário do Zezé (versão de Cabeleira do Zezé)

Olha o salário do Zezé!
Será que ele é?!
Será que ele é?! (jor-na-lis-ta)
Olha o salário do Zezé!
Será que ele é?!
Será que ele é?!

Será que ele ganha o piso?
Será que ele é muito ralé?
Parece repórter de rádio
Mas isso eu não sei se ele é.

Melhora o salário dele! (pã pã)
Melhora o salário dele! (pã pã)

Melhora o salário dele! (pã pã)
Melhora o salário dele!

quarta-feira, 2 de março de 2011

O propósito de uma amizade



Trabalhando (fazendo matéria sobre a cheia, ficamos perdidas no rio nesse dia ,porque o Cap."XX" que conduzia a lancha,esqueceu o caminho.)


O propósito de uma amizade

Por muito tempo, fui quase uma "eremita", cresci fazendo tudo sozinha, indo a escola sozinha, ao banco e principalmente ao "banheiro" sozinha.
Esse lance de ter uma "melhor amiga" grudada em mim boa parte do tempo, sabe essas coisa de "menina"? Pois é, isso não aconteceu comigo, até....
Conhecer a Rafaela, na faculdade.


_Vamos fazer o trabalho juntas?

_Eu vou à biblioteca...

_Ah! Também vou!

_Eu vou a secretaria ver minha...

_Ah! Eu também vou!

E na secretaria geralmente era assim " Rô...pergunta ai...".

_Licença vou ao banheiro...

_Eu vou com você!

_Humpf! Grumpf! Grrr! Ao banheiro, comigo?

E foi no banheiro que ficamos bem amigas mesmo, quantas conversas, confidências trocadas, textos decorados, discursos ensaiados, no banheiro.
E quem não ficou sabendo da história da Rafaela escondida no banheiro, para não ter que explicar um trabalho perante a turma?

É pra quem não ouviu essa história, eu vou contar um trechinho só...

Fui procurar a Rafaela, porque estava chegando a sua vez de explanar um trabalho em sala de aula, sobre comunicação, direito e legislação, e a encontrei no banheiro, encostada na parede ,abaixada, amedrontada como uma criança e bastou eu entrar pra ela abrir o maior berreiro (pro meu desespero, porque eu era a menina "cabeça", "madura" que nem estava acostumada com o meu próprio choro, quanto mais com o choro de uma outra menina. arg!).
Usei toda minha psicologia empírica, argumentos concretos, outros totalmente inventados, confesso que foi muito difícil pra mim segurar o riso diante daquela situação comovente e ao mesmo tempo cômica. Desisti, e fui procurar Cintya, a professora.

E sob a promessa de que não iria explanar o assunto, Rafa saiu do banheiro e parou de chorar. rsrs (isso faz tempo, porque agora, ela fala pelos "cotovelos")

Mas foi assim que nossa amizade foi nascendo e percebi que deixar alguém tão perto de mim, não era tão mal assim e o nosso diálogo do "vou com você", continuou.
De lá pra cá, fizemos muitas coisas juntas, trabalhamos, viajamos, passeamos, enfrentamos situações parecidas.

Agora a Fafa está em Manaus e eu em Santarém, mas mesmo com a distancia, continuamos amigas inseparáveis, basta acontecer alguma coisinha pra pegar o telefone ou ficar horas(literalmente)batendo papo na internet.

E quanto ao propósito de uma amizade? Ah..as vezes ela é como uma "mala sem alça", as vezes é super estranho levar uma, mas é sempre bom é necessário, e dentro dessa "mala" podemos encontrar grandes surpresas, como ajuda para carregar fardos, cores para deixar a vida mais bonita,consolo em momentos de crise e até risos em tempo de dor.

Enfim... A amizade vale muito à pena, se tua paciência não é pequena. rs

(Para a mala sem alça Fafa Joseph)

terça-feira, 1 de março de 2011

PEDOFILIA OFICIAL: CASAMENTO COLETIVO DE 450 HOMENS COM MENININHAS COM MAIS DE 4 ANOS EM GAZA

HISTÓRIA OCULTA DO MUNDO ISLÂMICO: A PEDOFILIA DO HAMAS

A História Oculta do Mundo: A Pedofilia do Hamas

Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da liberdade do Hamas", os "rebeldes", o mundo desconhece uma das histórias mais SÓRDIDAS de abuso infantil, torturas e sodomização do planeta, vinda do fundo dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas, que envolvem até crianças de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical.

Infância perdida, abuso certo: ficaremos calados?

A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).

Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.

Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamasforam pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.

"Nós estamos felizes em dizer à América que ela não pode nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.

Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.

As garotas na pré-puberdade (pré-puberdade?????), que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.

"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.

As fotos do casamento relatam o resto desta história repugnante.



Noivas de 4 a 10 anos e presentes de $500

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta e quase todas em países muçulmanos.

Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.

Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.



Nesta hora até a miséria desaparece de Gaza: carros de luxo para meninas reduzidas a lixo.

A prática da pedofilia teria base e apoio do islã. O livro Sahih Bukhari em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas ocorreram aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda...

Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:

Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota... É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.

Esta é a história que a mídia não conta, que o mundo se cala e não quer ver, ou que não querem que você saiba.