quarta-feira, 7 de junho de 2017

Amores liquidos, eu passo...

Eu gosto de gente que não se apaixona todos os dias
Que é seletiva.
Que não armazena ex-amores e desencantos na sua lista de contatos (porque eles não serão muitos)
Gosto de gente que não calcula o tempo que vai visualizar ou responder mensagens, num jogo completamente medíocre, de quem está no comando.

Gosto de gente que honra sua palavra, apesar da grande oferta e toda tecnologia, dos Tinder's, chats e das redes sociais, de vários amores superficiais, diversão, prazer ao alcance das mãos... E todos descartáveis até o abrir da proxima janela...

Gosto de gente que não cede aos extintos, e que não olhe as pessoas como um cardápio.
Gosto de gente que não cria um personagem, um super herói, com todas as respostas do mundo.
Gosto de gente que erra, mas que decide acertar, que sabe dizer não, e em nome da verdade, revela suas fraquezas.

Gosto de quem entende que a opção de valorizar e respeitar o outro tem a ver com conduta e não com jogo.
Gosto de quem está em paz consigo mesmo, de quem já entendeu o sentido da vida, e por isso mesmo não sai por aí, á caça, como um cão no cio.(geralmente fadado a solidão e ao fracasso)
Gosto de gente que não se expõe, que não revela as suas intimidades a meio mundo e que reserva tudo isso, para um amor verdadeiro que ainda vai chegar.Por que não?

Em mundo de amores liquidos é possivel viver um amor sólido, desde que se queira isso verdadeiramente.
Parafraseando Zygmunt Bauman.
Ronilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja comigo, deixe seu comentário ;)